Legalmap

Sem saber que era impossível, foi lá e fez.

A Gestão por Processos como Base Estrutural de uma Organização Exponencial

Uma organização empresarial, para ser bem-sucedida, precisa trabalhar na eficiência de seus recursos, tais como Pessoas, Infra-Estrutura e Tecnologia, exemplificativamente. E por consequência, o melhor aproveitamento desses recursos implica em maior produtividade e qualidade. Entretanto, a partir dos melhores talentos, por melhores que sejam a estrutura, equipamentos e mesmo o uso de tecnologia, sem que haja processos claros, objetivos e de simples compreensão a organização com certeza perderá muito em produtividade. Portanto, é de suma importância a parte organizacional para o máximo aproveitamento dos recursos; e isso se dá inicialmente através da Gestão por Processos.

Gestão por Processos, seus benefícios e suas aplicações no âmbito jurídico é a primeira de uma série de comentários que vamos abordar por aqui para levar aos advogados uma perspectiva empresarial de Gestão para suas Firmas de Advocacia.

Mas afinal, o que é a gestão por processos?

A gestão por processos é um conceito fundamental para qualquer empresa que se preocupa em agregar valor em cada etapa da cadeia de trabalho, com eficiência e eficácia, para entregar um produto ou serviço final que seja percebido como de alto valor por seus clientes. Este conceito representa a integração, o elo de ligação entre todas as atividades desempenhadas dentro da organização

Segundo o renomado especialista Gart Capote, autor de 5 livros relacionados ao universo da Gestão por Processos, o conceito poderia ser assim definido:

“O Gerenciamento de Processos de Negócios é uma abordagem disciplinar para identificar, mapear, executar, documentar, medir, monitorar, controlar e melhorar processos de negócio, automatizados ou não, para alcançar resultados consistentes e alinhados com os objetivos estratégicos da organização”.

Dentre as aplicações da gestão por processos, pode-se destacar:

1. Entendimento e formalização dos fluxos de trabalho;

2. Visão da cadeia de valor e seus processos componentes;

3. Agilidade na disponibilização de novos serviços e produtos para os clientes;

4. Gestão proativa das tarefas e atividades do processo e monitoria em tempo real;

5. Quebra dos silos e feudos da gestão organizacional;

6. Redução de tempo na execução de tarefas;

7. Valorização do pessoal e melhor uso de suas competências. 

Em um mundo contemporâneo e dinâmico, com movimentos ágeis e mudanças repentinas de cenários, é de suma importância uma base estrutural sólida para que novas perspectivas e propostas inovadoras possam se sustentar e verdadeiramente contribuir para o propósito e crescimento das organizações.


Gestão-da-inovação-7